Este é um blog pessoal, onde colocarei textos escritos por mim em momentos de alegria e de angustia e textos que chegam em minhas mãos através de e-mails de amigos e que de alguma forma tocam meu eu interior.

15 de abril de 2016

O Despertar

O dia está amanhecendo, está despertando. Uma nova vida nascendo, vidas recomeçando.
Com que cores, sabores, odores, tons e sons este dia será preenchido?
Com o ranço da mágoa ou com o perfume do perdão, da esperança, da paciência, do amor?
Este dia é todo meu, é da vida, do Universo.
Cada pensamento que brota um novo matiz, alguns são alegres, coloridos, outros escuros, sombrios, mas valorizando o colorido, são tão fugazes; vem e vão como um sopro.
A brisa leve nos refresca, renova e acalma. Dá um novo sabor, um tempero especial, próprio, de ninguém mais.
Hoje somente hoje, agora, neste instante, não quero deixar passar; quero fazer da minha vida uma tela com minhas próprias cores, sejam alegres, vibrantes ou escuras e sombrias mas que sejam com as cores da alma. Ao vê-las na tela compreender minha vida e então começar, recomeçar, alterar cores, sabores e odores. Temperar cada cor com os sentimentos da alma e durante o dia ir colocando os nuances para o equilíbrio da obra. Deixar a brisa tomar conta de tudo e o som do universo me embalar em um dia que era novo e com o brilho das estrelas e o luar vai transformando em um novo amanhã, em um novo despertar.